Aplausos...

Aplausos, muitos aplausos! A caixa paralelepípeda desceu à terra seguida de acordes musicais dos On Mute. As lágrimas, essas escorriam pela face de todos, e por pouco não se criou um riacho no jardim das cruzes. Todos, todos… Todos foram os moços de calças descidas no rabo, os rastamen, os góticos, os betos, os engravatados, os músicos, os actores, os engenheiros, os do(s) rali(s), os do 4x4, os professores, os colegas, as senhoras de calça verde da Serlima, os velhinhos simpáticos, os festeiros, os clássicos, os modernos, os escuteiros, os fãs, os conhecidos, os chegados e os afastados… Todos homenageavam o Diogo. Todos eram muitos. Muitos. O puto partilhou com todos eles momentos da sua alegre vida…
Grande ovação!
“E o mundo gira, a chuva cai e o sol surge a cada manhã”… by Art O Diogo… ouço a sua voz… a chamar-me de machiqueiraaa. Tento que as tristezas sejam amenizadas pelas boas recordações… A minha missão de agora é a de ser super humana e amparar a minha grande amiga Cátia, o eterno amor na vida do Diogo. Agradeço o apoio de todos que, por aqui e ali, deixaram palavras de consolo. Um bem haja!

9 comentários:

ianita disse...

Pelo que contas, o Diogo foi uma pessoa que viveu... tantos apenas passam pela vida... tantos são facilmente esquecidos... ele deixou a marca dele no Mundo e tocou todos os que o conheceram... e isso é muito.

Beijinhos e ....

pérola disse...

Olá querida Estreliña!
Talvez não seja, nesta altura, a pessoa mais indicada para te transmitir a força que tu precisas, até pq ando numa fase em que qq coisa me ponho a chorar desalmadamente... De qualquer forma, acho que és uma força da natureza e o melhor apoio que a Cátia poderia ter nesta fase.

Há uma frase que tenho guardada na memória depois de um colega meu ter falecido aos 29 anos de idade e de lhe terem prestado homenagem num jornal, dizia qq coisa como: "morrem cedo aqueles que os deuses amam". Não serve de consolo, mas tb não temos explicação para as coisas acontecerem da forma como acontecem...
Bjos e muita força!!!

Lita disse...

Há coisas que acontecem demasiado cedo.
Ainda assim, sofre-se muito quando se amou muito. E percebi que as recordações felizes foram maiores que a dor.
Ainda bem.
Muita luz!
Abraço.

Anônimo disse...

Oi miga!!! Tal como falamos ontem, o Diogo (pessoa muito especial) soube aproveitar a vida, viveu intensamente, aproveitou todos os momentos da sua vida, com uma enorme alegria. Um bom exemplo a seguir, por mais que nos custe perde-lo, devemos antes de mais aprender com ele. VIVA LA VIDA
Quanto à Cátia, precisam de ti e de todos os amigos mais do que nunca.
beijos e força, Rubina

HannaH Sophia disse...

um abraço...para ti e para ela...deve custar tanto, espero nunca saber o quanto...

Caranguejo disse...

É difícil dizer apenas palavras nestas alturas mais ainda á distância, mas acho que todas as pessoas nos deixam em vida marcas e essas marcas ficam connosco acompanham-nos e servem para crescermos como seres humanos e com elas recordarmos sempre que pelo nosso caminho se cruzaram pessoas excepcionais como é o caso desse teu amigo que concerteza ficará sempre dentro do teu coração.

Beijo grande e força linda

Anônimo disse...

Olá amiga,
Uma homenagem merecida…
Que o vento traga agora aquela voz que diga que há um amigo, vivendo num outro lado do Mundo, desejando que estejam bem.
Bjinho
Cotton

Anônimo disse...

Noutras alturas, numa situação muito semelhanhante, esta foi a músia sentiu-se no momento.

http://www.youtube.com/watch?v=mJi24RTfk88

#art'

Miss Mau Feitio disse...

Pois....acredito que tenha sido um momento muito triste. Não conhecia o Diogo, mas a vi a noticia e sendo assim tão novo toca-me sempre no coração.