Pérola Guerreira

Era uma Pérola… Linda, luzidia, brilhante… Era uma Peróla refugiada na sua concha. Uma concha que a protegia dos desabamentos e das intempéries que a vida lhe causava. Lembro-me da primeira vez que a conheci. No chapéu de madeira, do Casco, a Diana colou-se a uma Brisa Maracujá. Sorria com simpatia, e do cumprimento casual, estenderam-se muitas conversas, e até noitadas nas quartas-feiras do Copacabana. Depois de um apaixonante namoro, a Diana casa-se com o Élio. Formavam um par fantástico e Feliz! Na Lua de Mel é-lhe diagnosticado um cancro no sistema linfático. Desde aí, a Diana tem lutado como nunca vi ninguém lutar. A sua garra e determinação eram superiores às forças humanas e disputava a felicidade. Tinha uma força e uma energia contagiante! Era uma verdadeira guerreira! A Diana Vale esteve aqui e partilhou com o mundo da blogosfera a sua vida, amenizada com boa disposição, sabedoria, excelente escrita e muita muita vontade de viver. O Diogo deixou-me há pouco mais de 30 dias, a Diana foi agora. Tínhamos umas ponchinhas combinadas para a Semana Gastronómica. Aos que ficam, imploro: vamos beber já as ponchas!! Caso contrário, quando eu "subir" vou ter que levar um garrafão!! Um dia, para me consolar, disse-me ela assim: "morrem cedo aqueles que os deuses amam". Serei também eu, uma deusa? Minha linda, tu estás aqui… no meu coraçãozinho... E vais fazer-me muita falta…
Descansa em paz... depois de todo este combate...
PS: A Sophie homenageia a Diana, com pureza, aqui.

17 comentários:

Caranguejo disse...

Temos sempre dificuldade em comentar mas não queria deixar de te dizer uma palavra de conforto.

De facto a vida é injusta, mas concerteza encontrará a paz e o descanso merecido e ficará a olhar e a cuidar pelos que ama e a amavam como um verdadeiro anjo da guarda.



Um Beijo Grande

Marshmallow disse...

Se da última vez te disse que estava sem palavras , desta vez deixaste-me em lágrimas...

Tal como a tua amiga acredito que Deus chama 1º os mais puros de coração.
Beijinho

HannaH Sophia disse...

tb disse o mesmo à Sophie, se é que serve de consolo: Deus leva os que mais ama...

um beijinho

Anônimo disse...

Que linda que era a Pérola!

É incrível como nos conseguimos apegar a alguém que não conhecemos. Encontrei o blog dela ao acaso e pelo facto da minha mãe ter passado pelo mesmo decidi tentar dar-lhe palavras de ânimo e conforto.

Ainda não percebo como é que isto aconteceu… dos mails que trocamos ela parecia estar a recuperar bem! O que correu mal?!

Ontem nem queria acreditar quando fui ao blog dela e percebi o que se tinha passado…

Beijinhos e um adeus a “nossa” grande pérola|

Mimi

Sophie disse...

Antes de mais tenho de te dar um grande obrigado..Porque se não fosses tu, provavelmente nuca teria ouvido falar na Diana...

Um beijo enorme minha querida *

Lita disse...

Há palavras que nao chegam. Deixo um abraço. Sei que o amor que vos unia te consolará. Porque é Amor.

Muita luz para ela.

Anônimo disse...

Arrepiei-me com o teu texto e com o blog da Pérola...é realmente impressionante! :(

Beijinhos e mta força!

Bela

Anônimo disse...

...Viver é um acto relativamente simples.

Basta ter-se um pouco de dinheiro, um rol de amigos, uma família e parentes que nos querem bem.

Sim, vê-se que viver é relativamente simples.

Um trabalho a nos preencher os dias, o lazer, a calma dos passeios, conversas alegres com as pessoas. A família, os parentes, os blogs...

Mas, de repente, algo ocorre.
Sua vida fica por um fio.

Desistir dos sonhos, dos planos a realizar, da vida?

Viver e gozar os momentos que lhe restam... ou se entregar com corpo, alma e fé na busca da cura, mesmo sabendo que esta opção lhe tirará a "qualidade de vida"?
Parar? desitir ?
Tantos porquês...

Mas a vida está aí para ser vivida e há uma esperança enorme nas forças internas, em seu espírito, em teu prórpio "eu".
A vida continua e a luta não é perdida! viver, adaptar-se, ou estagnar?

Saibam que "esta" pessoa que pode encontrar-se ao seu lado, sorrindo, lhe estendendo a mão e lhe amparando, poderá estar sofrendo muito mais que você.

A única diferença é que tal pessoa aprendeu, com seu próprio sofrimento, o prazer de lutar pela vida...
E Viveu!!

(anónino)


Aqui não há consolo, não há retorno. Um a um, a vida tira, um a um a vida dá...
nós os que vamos ficando, fica a saudade, a dor da perda, o desejo de reencontro.
Mas apenas temos o consolo de uma memória...

um Abraço.
#art'

Lids disse...

Dias dificeis esses os teus! Perder um amigo é dose então dois!! Eu não sei o que é isso, mas ao ler as tuas palavras partilho da tua dor e sinto-me infinitamente triste. Muita força!!!

Breaking the Waves disse...

Há algum tempo que vinha lendo o blog da Diana, sem nunca comentar...

Deixo aqui o meu pesar!!!

Anônimo disse...

Lamento…
É difícil expressar as palavras “certas”, se existem…
Amiga, apenas te vou lembrar, estou aqui se precisares …
Gosto muito ti…
Bjinhos
Cotton

Jingas disse...

sei q neste momento, nenhum comentário apagará a dor e o vazio, mas... chora, chora que ajuda a suportar...
Beijinho...

Restelo disse...

sorry...

Nuno Medon disse...

olá! Lamento que a tua Amiga, tenha morrido. Bem que estas malditas doenças, podiam escolher como vítimas, os criminosos, traficantes de droga... porque é que atacam as boas pessoas ? beijos e um abraço!

Carla disse...

Gostava de ter conhecido o blog dela + cedo!

Uma lição de força e coragem.

BJS**

Liliana na Suiça disse...

Certamente uma DEUSA... =(

Rubi disse...

Muitas noticias tristes. Forca xxx